Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Aqui vamos outra vez.

por Hélia Pereira, em 17.12.18

internet-of-things-analytics.jpg

Ola internet.

As vezes penso que hoje em dia eu não existo senão estiver online. Não sou real senão tiver a minha plataforma. E o estranho é que eu já fiz isto dos blogs. Já escrevi a minha poesia em blogs, quando não me preocupava com direitos de autor e estudos a bem dizer. Quando não me preocupava em mais que usar o meu blog como forma de desabafar as minhas mágoas e fazer das tripas coração para uma audiência que não existia, de forma a justificar a minha própria mágoa. Com o tempo isso passou, para bem da minha sanidade e apaguei os múltiplos blogs que criei.

A realidade de agora é que estou farta de escrever para o confinado do meu computador. Principalmente porque por mais palavras que use para descrever o que sinto, o que a minha persona de escritora sente a realidade é que o meu computador é um buraco negro sem fim. As coisas morrem lá. Que me adianta ter todas as palavras dentro de mim senão tenho presença online para além das redes sociais pessoais.

O que me levou a querer desabafar sobre o meu eu que quer ser escutado. O meu eu que quer ter uma voz na sociedade. O meu eu que quer partilhar o meu me torna igual e diferente dos outros. O meu eu que é comum e é invulgar ao mesmo tempo, como os outros. E penso que tenho muito mais que dar para os outros do que para os confins limitados do meu computador.

Tenho mais de mil palavras dentro de mim. E dado que as editoras para quem mandei os meus trabalhos me ignoraram, decidi deixar de ficar a espera. Mesmo que como antes esteja apenas a dizer as minhas palavras para uma audiência que não exista vou faze-lo, e desta vez ao contrario de antes, para bem da minha sanidade.

 

Hélia Pereira.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.